Ajuda – Auditoria de Métricas de Uso

Auditoria de Métricas de Uso

A auditoria de métricas de uso agrupa os dados de acesso aos relatórios, permitindo uma visão consolidada em vez de visualizar cada acesso individualmente.

Essa auditoria ajuda muito na gestão de governança e monitoramento do portal, ajudando a identificar os usuários que são utilizados no portal e os relatórios que estão sendo acessados e os que não são acessados mais.

A auditoria de métricas de uso é composta por seis abas:

  1. Usuários mais ativos
  2. Usuários menos ativos
  3. Usuários não ativos
  4. Relatórios mais acessados
  5. Relatórios menos acessados
  6. Relatórios nunca acessados

Funcionalidades das Métricas de Uso

Usuários mais ativos

Retorna um ranking dos 20 usuários mais ativos nos últimos 7 dias, ou seja, aqueles que mais abriram relatórios nesse período. Para aparecer nesse ranking, o usuário deve ter pelo menos um acesso a relatórios.

A plataforma também fornece informações sobre os acessos nos últimos 7/30/90 dias, além da data da última vez que o usuário acessou um relatório.

Como todas as outras telas dos sistema, é possível aplicar o filtro pela barrinha cinza. Como os campos também são numéricos, é possível fazer o filtro de número (quantidade) que eu quero visualizar e também posso usar da seguinte forma: “> (maior) 20” e ele retorna.

Em “Detalhes”, é possível visualizar todas as auditorias de relatório, permitindo a navegação por todos os relatórios acessados pelo usuário no portal de visualização.

Usuários menos ativos

Retorna um ranking dos 20 usuários menos ativos nos últimos 7 dias, ou seja, aqueles que menos abriram relatórios nesse período. 

Assim como em usuários mais ativos, a plataforma também fornece informações sobre os acessos nos últimos 7/30/90 dias, além da data da ultima vez que o usuário acessou o relatório.


Usuários não ativos

Usuários que foram criados no portal e nunca acessaram nenhum relatório são um forte indicador de contas que podem precisar ser revisadas. 

Como a cobrança é feita por usuário, é importante avaliar se é necessário manter esses usuários ativos no sistema para otimizar os custos.

Métricas de uso a nível de Relatórios

Essa mesma visão que temos para usuários também está disponível para relatórios.

É possível visualizar os relatórios mais acessados, menos acessados e nunca acessados.

Como todas as outras telas dos sistema, é possível aplicar o filtro pela barrinha cinza. Como os campos também são numéricos, é possível fazer o filtro de número (quantidade) que eu quero visualizar e também posso usar da seguinte forma: “> (maior) 20” e ele retorna.

Em “Detalhes”, é possível visualizar todas os  usuários que acessaram o relatório e aplicar filtro, facilitando a busca por usuário.

Relatórios mais acessados

Retorna um ranking dos 20 relatórios mais acessados nos últimos 7/30/90 dias.

É possível fazer também uma ordenação na coluna crescente ou decrescente, da maneira como achar melhor para visualizar.


Relatórios menos acessados

É a visão inversa do mais acessados. Ou seja, vai trazer uma lista dos 20 relatórios menos acessados nos últimos 7/30/90 dias e a data do último acesso desse relatório.


Relatórios não acessados

São relatórios que foram importados para a plataforma e desde então nunca foi acessado por nenhum usuário. 

Esse é um indicador muito forte para validar se esses relatórios fazem sentido ainda manter criados no próprio Power BI serviço. Muitas vezes, há relatórios que precisam ser mantidos em funcionamento, mas que demoram muito para atualizar e ninguém está acessando

Isso também pode ser um problema de permissão, pois ao importar o relatório, pode ter ocorrido o esquecimento de conceder permissões aos usuários, resultando em ninguém visualizando o relatório. 

Então vale esse tipo de análise para saber se a permissão está OK ou se realmente ninguém acessa esse relatório.

Uma vantagem  do Power Embedded é que é possível visualizar para todos os relatórios que foram importados, independente se está tudo dentro de um workspace só ou espalhado em dezenas de workspaces diferentes.

Com o Power Embedded, você tem uma visão única e centralizada dos acessos, tanto de usuário quanto de relatório.